10 SIMPLES PASSOS EM DIREÇÃO AO MINIMALISMO

Minimalismo não é sobre ter uma mala pequena onde caibam nela todos os seus pertences, e viver apenas com isso.

Minimalismo é livrar-se de todos os excessos, de todas as coisas, todos os compromissos, todas as preocupações e todas as obrigações que não são essenciais. É focar apenas no essencial, no que é realmente importante para você.

Livrar-se dos excessos proporciona paz, tranquilidade e claridade sobre tudo na vida. Sem distrações, sem uma quantidade grande de coisas para limpar, para organizar, para guardar.

Quando começamos a viver com mais simplicidade e desfrutar dos seus benefícios, começamos a nos questionar: “Em que outras áreas da minha vida eu posso remover distrações e focar naquilo que realmente é importante e me faz bem?”

Todo o processo começa com uma reflexão, uma auto-análise para então dar inicio ao processo do desapego (emocional principalmente).

Aqui falamos por experiência própria, o ato de eliminar da sua vida tudo que não é essencial traz uma paz interior imensa. Veja neste post como a nossa vida se descomplicou depois que adotamos algumas práticas do Minimalismo.

Se você tem muita vontade de adotar esse estilo de vida, mas ainda tem muitas dúvidas e nem sabe por onde começar, aqui damos algumas dicas de como iniciar esse processo. Mas antes de continuar a leitura entenda que as mudanças não acontecem da noite para o dia, e se assim forem não serão duradouras.

As mudanças internas ou externas levam tempo, e você deve desfrutar da caminhada e ir aos poucos inserindo cada novo hábito na sua vida.

 

1. COMECE POR PARTES

Um dos melhores lugares para se começar, é sem dúvida o nosso armário. Sempre temos roupas, sapatos e acessórios preferidos e que usamos com maior frequência. Reserve um tempo e revise tudo o que você tem. Uma boa maneira de começar, é classificar essas coisas em 3 categorias

  1. Uso sempre
  2. Raramente uso
  3. Nunca usei/uso

Os que forem para a categoria 2 e 3, você pode revisar e se fazer as seguintes perguntas

  1. Preciso realmente disso? Ele realmente tem utilidade e é indispensável?
  2. Esse objeto aqui foi usado na última semana? Ou no último mês?
  3. Ele me traz algum prazer ou felicidade?

Se as respostas a essas perguntas fizerem você perceber que não tem porque manter aquele objeto, separe ele para venda ou doação.

 

2. NA DÚVIDA, NÃO GUARDE DE VOLTA

Se você ainda tiver dúvidas sobre algum ou alguns objetos, separe-os daquilo que você usa diariamente e tem certeza absoluta que quer manter. Esse é um outro exercício que funciona muito bem. Guarde em caixas esses objetos que você não tem certeza, e apenas retire da caixa se sentir falta e concluir que é um objeto insubstituível e tem utilidade.

 

3. ELIMINE TUDO O QUE NÃO FAZ FALTA

Livros antigos da época de faculdade, daquele curso que você fez, livros que você já leu. Lembrancinhas de festas, recordações de viagens, presentes que você guarda em um armário ou caixa. Toalhas e lençóis extras, cobertores da sua infância. Fotos de pessoas que você nem sabe quem são. Jornais e recortes antigos.

Prender-se a coisas materiais é uma forma de escravidão. Sem se dar conta você perde tempo procurando, limpando, organizando e mantendo essas coisas.

O excesso de pertences complica a nossa vida muito mais do que imaginamos. Ele consome nossa energia, nosso saldo bancário, nossa atenção.

 

4. NÃO SE APEGUE AOS OBJETOS

Nos apegamos aos objetos muito mais pelo valor sentimental que eles tem. Você ganhou de presente daquela pessoa que tanto ama, ou comprou naquela viagem especial, então por mais que fique guardado lá no fundo do armário é difícil se desfazer dele.  Mas sejamos sinceros, esse objeto agora só ocupa espaço e não tem nenhuma utilidade. Você não precisa se desfazer dele por completo, antes de separar para venda ou doação, tire uma foto. Antes de tirar a foto, você pode escrever um bilhete com a data que comprou ou ganhou e qualquer outra informação importante. Ou faça um vídeo com ele e conte um pouco da sua história.  Isso vai lhe ajudar a guardar a recordação, sem ter que guardar o objeto!

 

5. CONTROLE AS SUAS COMPRAS

Compras!!! Antes de comprar qualquer coisa que seja você deve se fazer as seguinte perguntas:

Isso é um desejo ou uma necessidade? Eu quero ou Eu preciso disso?

E se realmente precisar e acabar por comprar, aplique a regra Entra uma coisa, Sai outra.  Assim você evita voltar a comprar compulsivamente e acumular coisas desnecessárias, principalmente quando falamos de roupas e livros. Com isso você se torna mais seletivo e consciente de seus pertences.

Se você está sempre no vermelho e tem dívidas que não está conseguindo quitar, essa atitude vai refletir diretamente nos seus gastos.

“Sacrifique o luxo hoje para desfrutar da liberdade amanhã!”

(Joshua Becker – Becoming Minimalist)

 

6. DIGITALIZE

Documentos, notas fiscais, fotos, cartas, cartões,... Tudo aquilo que você quer ou precisa guardar por ser uma lembrança, um comprovante ou algo importante do qual você não pode se desfazer totalmente, mas que na verdade está só ocupando espaço.

Faça uso da tecnologia a seu favor e guarde tudo isso de maneira organizada e digital. Hoje em dia existem aplicativos para os celulares que te ajudam a escaniar documentos e fotos e guardar tudo no seu e-mail ou numa pasta no seu computador, por exemplo.

 

7. SIMPLIFIQUE A TECNOLOGIA

Você tem uma TV em cada cômodo da casa, vídeo games, laptop, desktop, celular, MP3 ou iPod, Apple Watch ou outro relógio, Kindom, etc? Ou seja, você é fascinado por tecnologia e tem todos os aparelhos possíveis? Será que com apenas o laptop e o celular você não consegue fazer tudo o que faz com o restante dos aparelhos?

A tecnologia afeta as nossas vidas muito mais do que você pensa. A Media redefine nossos valores, começa por tomar grande parte do seu tempo, tem grande impacto no seu dia a dia e nas suas relações sociais. Na verdade, quando você está tomado pelas suas tarefas diárias e envolto em tecnologia, você não percebe o quanto isso pode estar afetando a sua vida. A melhor maneira de perceber a sua real influência é os desligando. Faça a experiência de passar um final de semana inteiro sem fazer uso dos seus aparelhos eletrônicos, incluindo o celular. Você vai descobrir que o sábado e o domingo tem muito mais horas do que você pensava!

 

8. APRENDA A DIZER NÃO

Valorize mais o seu tempo aprendendo a dizer não. Seu tempo é valioso e você deve aproveitá-lo com qualidade. Se for convidado para algum evento ou atividade do qual você não quer ou não pode participar, responda de imediato: ”Obrigado pelo convite mas não poderei ir”. Pronto, você já respondeu ao convite, já deu ao anfitrião uma resposta educada e a certeza de que você não irá, e emocionalmente você está livre do compromisso.

Não tenha muitos objetivos e projetos para serem alcançados, priorize e foque. Mesmo que para isso você tenha que abrir mão de um deles. Fazendo isso, você vai alcança-los com mais rapidez e qualidade, e logo poderá dar início ao segundo.

Ser uma pessoa multi tarefa pode aumentar seus níveis de stress e diminuir a sua produtividade.

 

9. ACUMULE EXPERIÊNCIAS E NÃO COISAS

Concentre a sua vida nas experiências, relações e atividades que acrescentam. Que fazem você aprender e melhorar constantemente, ao invés daquelas que sugam sua energia e potencial. Se deixe viver, provar e experimentar coisas novas.

As suas lembranças de uma viagem e o que você aprendeu nas experiências vividas são coisas que nunca ninguém vai te tirar, você nunca vai perder. Não tem nada mais poderoso do que possuir algo que dinheiro nenhum compra, ou que a falta dele jamais vai te tirar!

 

“Nós compramos coisas para nos fazerem feliz, e conseguimos. Mas por um curto espaço de tempo. Novas coisas são excitantes no início, mas depois nos adaptamos a elas. Nossas experiências são muito mais importantes do que nossos objetos. Você pode gostar muito das suas coisas, pode até pensar que definem sua identidade, mas não são você. Suas experiências, em contrapartida, são parte de você.  Nós somos a soma total das nossas experiências.”

(Dr. Thomas Gilovich)

 

10. CONTROLE A SUA MENTE

Se você passa mais tempo preocupado com o seu passado ou com seu futuro, está sempre criando problemas e dando voltas e voltas no mesmo assunto, precisa se livrar desse tipo de pensamento agora mesmo. O que já se passou ou ainda nem aconteceu não merecem seu tempo, foque no que é importante hoje e agora.

A meditação é um excelente exercício para acalmar a mente e se concentrar no presente. Ela nos ajuda a encontrar equilíbrio emocional, a prestar atenção na respiração e ter foco.

Viva o presente, seja grato, dê valor as pequenas coisas da vida. Passe a prestar mais atenção naquelas coisas que passavam desapercebidas, como por exemplo, o aroma do café, o sabor da sua fruta preferida, o sol batendo na sua pele...

 

QUALQUER PESSOA QUE SE PERMITA PASSAR POR ISSO COM CERTEZA

IRÁ AMADURECER E REVER SUA RELAÇÃO COM AS COISAS QUE POSSUI.

O RESULTADO: LEVEZA E PAZ INTERIOR!

 

Siga nossos Pés Descalços

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

TOP
Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial