A TRADICIONAL TINY HOUSE vs A CASA CONTAINER: UMA COMPARAÇÃO DE ESTILO DE VIDA

Se é uma mudança de estilo de vida, ou uma tendência temporária, o Movimento Tiny House está influenciando os indivíduos mais ricos, os millennials, e aqueles de nós sem dinheiro para viajar.

Não é nenhum segredo que os preços dos imóveis estão cada vez mais altos - e em crescimento constante. As pessoas estão indo em busca de formas alternativas de moradia, o que normalmente significa reduzir o tamanho do imóvel. E alguns estão levando essa redução para um nível profissional, vivendo minimalisticamente em mini casas sobre rodas e remodelando containers de navios.

Ambas as alternativas de vida são mais acessíveis em comparação com a compra de uma casa. Eles são mais portáteis, contribuem menos para as emissões de carbono em todo o mundo, são mais eficientes energeticamente e preenchem os quesitos de se possuir apenas o essencial e não demandar muita manutenção. Quando chegar a sua hora, se quiser se juntar ao Movimento Tiny House, aqui vão algumas informações que você precisa saber.

 

Farallon Tiny House sobre sobre, da empresa Tumbleweed Tiny Homes

 

Sua História e Finalidade

As tradicionais tiny houses não são nenhuma novidade, embora eles começaram a ganhar mais atenção da mídia através do Jay Shafer, que foi creditado como sendo o precursor das tiny houses. Em 2007 Shafer apareceu no Programa da Oprah dando um Tour da sua Tiny House de 9m² em televisão nacional. Oprah difundiu a ideia ainda mais, dando aos seus expectadores dicas de como maximizar o uso de pequenos espaços. A partir daí se iniciou o processo de legislação e, mais tarde, a Tiny House on wheels (mini casa sobre rodas) foi reconhecida no Estado de Idaho, tornando-se o primeiro estado americano a adotar uma brecha no IRC (International Residencial Code) para a legalização das tiny houses. Permitindo assim empréstimos imobiliários como uma opção para financiar uma tiny house.

A conversão de containers de carga em casas containers veio ao redor de novembro de 1987, quando Phillip C. Clark deu entrada num processo de patente nos EUA, descrita como "um método para converter um ou mais containers de aço em um edifício habitável em um local de construção, e o produto em si." A idéia não se popularizou até muitos anos mais tarde, quando arquitetos começaram a colocar as suas mãos em alguns containers de carga. Eles se deram conta de todos os benefícios de uma casa container e o seu potencial como uma alternativa ecológica. A vida útil é muito maior do que a de uma casa tradicional, fundamentalmente devido ao seu material resistente e seu potencial em ser um lugar seguro contra catástrofes naturais. As casas containers são bem mais baratas também que as tradicionais e sua ampla disponibilidade vem crescendo.

 

Casa Container by Jaguar Containers

 

Compra e Construção

Os que não sabem nada sobre construção ou reforma de uma mini casa não são excluídos de possuir uma. Basta olhar na internet, há uma infinidade de mini casas para escolher e comprar, depois é só se mudar. Algumas empresas até mesmo deixam você personalizar sua mini casa de acordo com suas necessidades. Elas podem ser construídas sobre rodas oferecendo mobilidade e podem ser entregues no local desejado, ou serem construídas no chão para quem busca uma estadia de mais longo prazo.

É importante, no entanto, escolher sabiamente entre uma tradicional mini casa e uma casa container, se você tem planos para reformar e ampliar. As tradicionais mini casas podem ser mais difíceis de serem reformadas, especialmente quando falamos das construídas sobre rodas. Elas dispõem de todas as comodidades de uma casa normal, mas o mobiliário é mínimo e, muitas vezes, multifuncional (cama/cadeira/mesa). Já um container é sobre o espaço. Sua capacidade de ser transportado e empilhado um sobre o outro está criando uma revolução. Dando a oportunidade de ter várias salas, uma escada com um corrimão, uma espaçosa garagem, e muito mais. Eles também estão se tornando mais populares em desenvolvimentos urbanos e sendo usados como chalés e pequenos apartamentos.

 

Alpha Tiny House sobre rodas, da empresa New Frontier Tiny Homes

 

Leis e Regulamentos

As leis e regulamentos são basicamente as mesmas para ambos, quando falamos em mini casas fixas e casas containers. Dependendo de onde você mora, pode existir uma metragem mínima estipulada pelas leis locais de zoneamento. Muitas pessoas escolhem uma mini casa sobre rodas e com a mobilidade que ela oferece, buscam locais que a isentem de um código de construção restrito, assim não tem que lidar com normas estritas e nem abrir mão desse sonho. De acordo com a American Tiny House Association, "Onde podemos morar em uma mini casa é determinado pela cidade, condado e estado, de acordo com seus regulamentos e códigos de construção." Nos Estados Unidos, estes regulamentos variam de estado para estado, como metragem quadrada mínima, requisitos de segurança, e quanto tempo você pode "parar" em propriedade privada.

O modo minimalista de vida em uma mini casa, e a alternativa ecológica de uma casa container são mais populares entre os aventureiros e os não convencionais. Jenna, dona de uma Tiny House sobre rodas que foi recentemente entrevistada pelo The Huffington Post disse, "Eu acho que se o movimento Tiny House continuar a crescer e as pessoas continuarem a optar por mini casas… os órgãos legais não terão como dizer a 30.000 (ou seja lá quantas mini casas já existam) pessoas que elas não podem morar aqui ou ali nas suas casas sobre rodas."

*Esta é uma tradução do post original do Tiny House Blog

 

Siga nossos Pés Descalços

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

TOP
Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial