COMO É A NOSSA ALIMENTAÇÃO E O QUE APRENDEMOS COM ELA

A alimentação além de ter um papel fundamental na saúde mental e física, também tem forte papel socio ambiental, pois é através dela que produzimos os resíduos orgânicos e secos.

Em busca de aliviar o corpo e nossa casa dos excessos que a vida padrão proporcionava, em 2013 iniciamos a prática de Yoga e com ela aprendemos a prestar mais atenção na nossa alimentação. Um dos primeiros ensinamentos, foi a importância de ler os rótulos dos alimentos que comprávamos para saber exatamente o que estávamos colocando para dentro do nosso corpo. Isso já nos fez cortar vários alimentos industrializados e passar a fazer as compras de hortifruti em feiras orgânicas.

Em busca de aprendizado e experiências, novos hábitos foram sendo introduzidos na nossa alimentação, fazendo com que tivéssemos mais consciência sobre nosso corpo e mente. Uma das grandes lições nesse processo tem sido a de observar. Observar como o nosso corpo se comporta com o consumo de certos alimentos, e como ele se comporta quando esse ou aquilo alimento é cortado da nossa dieta.

"Que o alimento seja nosso remédio e que o remédio seja nosso alimento"

Hipocrates, Grécia 460 a 370 a.C. considerado o "pai da medicina".

Como é a nossa rotina alimentar?

Não comemos a cada 3 horas, fazemos basicamente 3 refeições por dia: Café, Almoço e Jantar.

Iniciamos nossos dias com uma xícara de água morna com 1/4 de suco de limão e 1 colher de mel (ou sem o mel). Após 30 minutos, tomamos o café com ou sem leite vegetal (o Robson adoça, a Bel não, o João Pedro não tem preferência até porque ele prefere suco verde ou rosa). Para acompanhar o café comemos fruta, tapioca, panqueca de aveia, ovo ou omelete, alguma outra coisa leve ou nada, tudo depende da fome. No meio da manhã é hora do chimarrão, e ele se estende até a hora do almoço!

No almoço é a vez dos grãos, cereais, legumes e verduras. As nossas proteínas geralmente são ovos e tofu, ou esporadicamente frango ou peixe de cultivo orgânico.

Nosso jantar é mais leve e variamos bastante, gostamos de coisas práticas como: sopas, tapioca ou crepioca recheada com legumes e verduras, omelete também com legumes e verduras, batatas recheadas (que podem ser assadas ou ao estilo batata suíça), rosti de mandioca, hambúrguer vegetariano com salada ou legumes assados que o João Pedro adora (fazemos palitinhos de batatas de todos os tipos, cenoura e mandioquinha)

Almoçamos por volta das 12h30 e jantamos por volta das 19h, então se sentimos fome entre uma refeição e a outra comemos uma fruta com ou sem granola caseira, uma barrinha de cereal caseira, ou mix de castanhas com frutas secas, ou alguma outra coisa similar.

Ao contrário de que muitos acham, somos pessoas comuns que  estão buscando uma alimentação que impacte menos o nosso corpo, mente e meio ambiente. Somos chatos e exigentes? Sim, porque nosso corpo é nosso templo sagrado que nos carregará por muitos anos, por isso, ao invés de focar em quantidade, praticidade e economia, passamos a buscar qualidade.

Estamos estudando o estilo de vida e a culinária vegana e crudívera (ou alimentação viva, como também é conhecida) como uma forma de buscar a melhoria contínua de nossa alimentação e nosso impacto ao meio ambiente.

"O corpo é o seu templo. Mantenha-o puro e limpo para que a alma resida nele."

B.K.S Iyengar

Siga nossos Pés Descalços

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

TOP
Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial