O QUE SÃO E O QUE NÃO SÃO TINY HOUSES

Se você ainda não sabe bem o que é uma Tiny House e o que não é uma Tiny House, depois de ler esse texto com certeza não restaram mais dúvidas.

As Tiny Houses tem sua origem nos Estados Unidos, país onde o Movimento mais cresce.  Lá estão os pioneiros, as mais sólidas e experientes empresas do ramo, de onde temos as estatísticas, onde foram gravados os documentários, onde já se vê pelo menos dois canais de televisão com programas exclusivos sobre o tema, onde as pessoas já moram em Tiny Houses a quase 20 anos, e onde existe um grupo grande e consolidado de defensores do Movimento Tiny House que buscam a sua legalização e reconhecimento perante os Governos Locais e Nacional. Portanto não temos como eles não serem a nossa referência, é por isso que nos baseamos no que os precursores das Tiny Houses dizem, para chegar finalmente a definição do que é, e principalmente do que não é uma Tiny House.

Andrew Morrison (um dos principais nomes do Movimento nos EUA, e dono do site Tiny House Build junto com sua esposa Gabriella) conseguiu junto ao ICC - International Code Council (Conselho de Código Internacional, em tradução livre) a aprovação do Apêndice Q do IRC - International Residential Code (Código Internacional de Residência, em tradução livre), após meses de trabalho, superação de obstáculos e intenso trabalho de advocacia de todos da equipe.

O ICC é uma associação dedicada ao desenvolvimento de modelos de códigos e padrões utilizados nos processos de projeto, construção e conformidade para a construção de estruturas seguras, sustentáveis, acessíveis e resilientes. Os EUA e muitos mercados globais tem como base esses códigos internacionais. Inclusive a ONU tem o ICC como base para suas diretrizes em projetos e construções de suas edificações em todo o mundo. Ficou portanto estabelecido pelo ICC que :

TINY HOUSE

é uma habitação com 37m² ou menos de área de chão

(sem incluir os lofts)

E como isso nos afeta aqui no Brasil? Por que é sim importante uma definição unificada do que é uma Tiny House? 

• Porque se quisermos fazer o Movimento crescer e tornar possível essa opção de moradia a todos no Brasil, temos que seguir a rota legal para a construção de uma mini casa. Muitas das nossas Leis de Transporte e Zoneamento são baseadas nas leis americanas e europeias, o que acontece lá influencia o que acontece aqui;

• Porque coloca a todos nós, defensores do Movimento Tiny House ao redor do mundo, no mesmo ponto quando o assunto são quais os desafios que enfrentamos e onde queremos chegar;

• Porque permite que Bancos, instituições financeiras e seguradoras saibam do que estamos falando, possam identificar as Tiny Houses em termos legais e tenham a certeza de que a mini casa tem uma definição legal. Isso torna o Movimento Tiny House muito mais oficial aos olhos dessas instituições e abre as portas para programas de financiamento, entre outros;

• Porque ter uma definição esclarece por completo o que NÃO É uma Tiny House. 

Cada um tem seu método de construção, de acabamento e materiais utilizados, e diferentes finalidades e tamanhos.  

As Tiny Houses são construídas artesanalmente e são customizadas de acordo com cada morador. Sua construção é feita com estrutura em madeira, em Steel Frame ou em SIP (Structural Insulated Panels).

Essa diferenciação é importante porque reforça a origem das Tiny Houses, como e porque elas são concebidas, estruturadas e construídas. E reafirma que quem mora em uma Tiny House não busca uma casa simplesmente, mas um Estilo de Vida.

Siga nossos Pés Descalços

Posts Relacionados

6 Comments to “ O QUE SÃO E O QUE NÃO SÃO TINY HOUSES”

  1. Pensava que a casa num container poderia ser considerada tiny house. Que bom que não 😁
    Bjo 😘

    1. Pés Descalços says :Responder

      Oi Meri, na verdade o método de construção é bem diferente. Nos EUA, assim como aqui, elas tem denominações diferentes, e por isso é importante esclarecermos bem isso, não só para nós que somos entusiastas do Movimento Tiny House mas principalmente para que as pessoas, quando comprarem, saibam o que estão comprando, como a casa é construída, quais as vantagens de cada uma, etc

  2. Priscilla Saldanha says :Responder

    Tenho uma dúvida sobre a Madeira, pq aqui no Brasil não é tão abundante como lá fora. Como procederiamos com isso? Vocês pensam em algum aspecto, neste caso?

    1. Pés Descalços says :Responder

      Sim, nossa casa será construída nos mesmos moldes do movimento, que busca usar materiais sustentáveis e éticos.
      Assim como nos EUAs e Europa utilizaremos madeiras tais como OSB, Pinus, Cedros e Compensados, todos com certificação de origem e qualidade.

      Por não haver abundância no Brasil, é quase que impossível construir casa aproveitando madeiras descartadas. Lá por exemplo, tem madeira de furacão, reformas de casas (Boa parte feita de madeira), demolição, terremoto, barcos etc… Aqui basicamente as madeiras descartadas são direcionadas para industria de moveis rústicos.

      Acompanhe nosso canal do Youtube e Página, neles trataremos assuntos específicos sobre madeiras e métodos construtivos.

      Obrigado por nos acompanhar.

      Gratidão

  3. Marcelo says :Responder

    Olá. Vocês pretendem rodar com a Tiny? Há alguma legislação sobre isso? Tenho pesquisado mas não encontro nada. Abraço

    1. Robson Lunardi says :Responder

      Olá Marcelo, assim como em todos os países não existe legislação para isso. Por esse motivo estamos fazendo testes e aprovando junto ao Denatran e Inmetro para que você e qualquer pessoa passa ter uma Tiny House.

      Continue nos acompanhando, logo mais liberaremos detalhes sobre tudo isso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

TOP
Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial