Pés Descalços é um portal para quem busca eliminar excessos da vida e se inspirar em histórias e experiências de pessoas que decidiram ir em busca de uma vida mais simples e significativa. Todas as matérias e conteúdos são frutos de estudos, de pesquisas e de vivências próprias, de pessoas ao nosso redor, e daqueles que nos inspiram.

A expressão 'pés descalços' representa respeito, simplicidade e contato com a natureza, e está totalmente alinhada com nossos valores:

MINIMALISMO

Muito mais do que ter poucos bens materiais, um estilo de vida que concentra em abrir espaço para mais: mais tempo, mais experiências, mais crescimento, mais contribuição, mais satisfação e enfim, mais liberdade.

EQUILÍBRIO

Proporcionar o equilíbrio do corpo e da mente e harmoniza-los com a natureza.

FAMÍLIA

Uma vida em família mais saudável, respeitando as diferenças, espaços e sonhos de cada um. Porque é pela família que nossas histórias começam.

GENTILEZA

Porque a mudança do mundo começa por nós.

Além de ser um produtor de conteúdo digital, Pés Descalços faz parcerias com empresas que também estão em linha com nossa filosofia, de forma a proporcionar maior engajamento e alcance de seus produtos, gerando mais empregabilidade e consumo consciente de produtos de qualidade e com respeito ao próximo.

Ele & Ela

Robson Lunardi

Ele, nascido e criado em Osasco, na Grande São Paulo. Estatístico formado pela USP. Pós-Graduado em Finanças e Risco pela FGV. Nunca tinha saído do Brasil e dizia que nunca iria morar em outro lugar, pois São Paulo era a melhor cidade do mundo!

Isabel Albornoz

Ela, nascida no interior do Rio Grande do Sul. Estudou Hotelaria em Canela, de lá foi trabalhar em Resorts em Pernambuco, de lá partiu para Londres para estudar inglês, de volta a Porto Alegre foi trabalhar com intercâmbio e estudar Turismo, curso que começou na PUC- RS e terminou na University of Sunderland, porque acabou voltando para Londres.

Como tudo começou

Ele, pés no chão. Ela, pés no mundo.

Se conheceram em uma sexta-feira 13,

numa situação improvável e inesperada, numa festa na casa de amigos dos amigos na Zona Oeste de São Paulo.

2 meses depois, foram morar juntos,

porque acreditavam que ou o relacionamento dá certo, ou não dá, e a vida já era curta demais para dar tempo ao tempo.

Ele foi estudar inglês fora,

e abriu os olhos para o mundo.

Ela passou a chamar São Paulo de ‘casa’,

e começou a criar raízes por aqui.

working hard

E a vida deles era trabalhar, trabalhar e trabalhar,

para poder comprar, viajar, passear...

Compra da casa própria

Compraram então a tão sonhada casa própria,

e seguiam trabalhando, trabalhando, trabalhando...

E no mundo corporativo foram crescendo, e ganhando mais,

e trabalhando mais, e trabalhando mais,…

Booooom! A Síndrome de Burnout

até que um belo dia, ela não conseguiu sair de casa, mão no trinco da porta, veio o pavor de enfrentar mais um dia de trabalho.

Com grandes poderes vem grandes responsabilidades

ela volta ao trabalho e ele trabalha mais ainda, ambos seguem crescendo profissionalmente.

A conhecida Burnout voltou

a combinação de muito trabalho, assédio moral e pouco descanso fez dele outra vítima...

Escravo da Propria vida

Se viram escravos de suas própria vidas e escolhas

era hora de refletir e começar a mudar.

Tornaram-se praticantes de Yoga, meditação e acupuntura

por recomendação médica, a ordem era desacelerar.

A reflexão se tornou uma constante na vida dos dois

os porquês e para quê precisavam ser respondidos. O cuidado com a saúde, a busca por alimentos orgânicos e uma alimentação mais consciente foram consequências óbvias!

1 + 1 = 3

sim, depois de tudo, planejaram um filho, era o primeiro passo para a grande mudança de suas vidas.

Os valores mudaram, as prioridades mudaram

os paradigmas de uma vida rica em bens materiais, estabilidade e segurança financeira foram sendo quebrados, e foi o fim da tão sonhada vida padrão.

Ela abriu mão do emprego e passou a se dedicar integralmente a vida de Mãe

ele a apoiou incondicionalmente, e ficou sozinho com o sustento da casa.

Começaram a buscar uma vida mais saúdavel

na alimentação, na saúde mental, do corpo e da natureza

E em busca da simplicidade, aprenderam a viver apenas com o essencial

porque uma vida simples não significava ter uma vida miserável, mas sim uma vida mais rica, livre e significativa

Com a vida livre de excessos

abriu-se espaço para novas idéias

Nasce o Pés Descalços

para inspirar e mostrar que é possível um novo modo de vida

TOP
Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial