A MÁGICA DO MÉTODO DE ORGANIZAÇÃO KONMARI

Organize seu espaço, transforme sua vida! É o lema de Marie Kondo e do seu método KonMari™ de organização da casa, criado por ela aos 19 anos, durante o período de estudos na Universidade de Tókio.

Marie Kondo é hoje reconhecida internacionalmente como expert em organização, autora bestseller e apresentadora da série Ordem na Casa do Netflix. No seu site oficial ela conta que o foco do KonMari™ é ajudar as pessoas a ter uma vida mais alegre, através de um método simples e efetivo, e faz um alerta para que seu método não seja confundindo com o Minimalismo, estilo de vida onde o menos é mais.

Então ela explica o motivo desse alerta. “Os Minimalistas vivem com o essencial, mas o método de organização de Mari Kondo encoraja você a viver com itens que você realmente estima. Focar no que deve ser descartado obscurece a parte mais importante do método KonMari™, que é o que manter. Um dos motivos pelos quais o método de Marie Kondo é associado ao Minimalismo é porque durante o processo de aplicação do método muitas pessoas descobrem que estavam vivendo com ítens dos quais elas não precisam ou não amam mais.”

minimalismo

Marie Kondo em uma de suas palestras pelo mundo

Nossa experiência com o método

Eu sou Gabriela Marson, futura moradora da Toca Turquesa Tiny House. Eu e meu marido, Gustavo ou Gu, aplicamos o método KonMari™ aqui em casa como uma preparação para a nossa mudança para a tiny house.

Não lembro bem ao certo como cheguei no livro “a mágica da arrumação” da Marie Kondo, mas esse foi um daqueles livros que cai no colo e é exatamente o que eu estava precisando ler. Ele se tornou fenômeno mundial, foi publicado em 2011, traduzido para mais de 30 línguas e foi best-seller no Japão e na Europa.

Amei o livro porque ele é leitura rápida, super didático e explica passo a passo o que fazer e os princípios mais importantes. Depois de terminar a leitura, eu e o Gu decidimos executar o método KonMari™ em casa como uma primeira prática do minimalismo.

Sempre me considerei uma pessoa desapegada, que volta e meia fazia uma limpa nos armários e doava várias coisas, mas com o método percebi uma grande diferença, ele é simples porém tem uma abordagem muito diferente. Decidir se desfazer do objeto ou não sempre traz aquele pensamento: “e se eu for precisar disso um dia, acho que vou guardar e usar mais a partir de agora”. Aplicando o método KonMari™ você avalia qual sentimento aquele objeto traz a você. Para decidir o que manter e do que se desfazer, você deve segurar os itens um a um nas mãos e perguntar a si mesmo: "Isso me traz alegria?" E só deve manter algo se a resposta a essa pergunta for "sim". No início parece um pouco estranho, mas é importante acreditar no método que vai ser libertador, eu garanto! Decidir ficar com aquele pijama velhinho mas que você ama, e se desfazer de uma roupa novinha que nunca usou mas tinha dó de doar, é muito libertador.

Este método me transformou, rodeada apenas do que amo, me tornei mais feliz e motivada a manter em casa apenas o que me traz alegria.

Vou contar algumas coisas principais que me marcaram no método KonMari™ de diferente de tudo que já fiz antes, mas super sugiro que vocês leiam o livro, vale a pena.

 

Tudo de uma vez só

Uma técnica que me chamou muito atenção durante o processo foi a forma de categorizar a arrumação. Antes eu arrumava por cômodo, então primeiro o quarto, depois a cozinha, e assim por diante, nunca chegava no final da casa toda, e então nunca tinha a sensação de que a casa estava 100% organizada. No método KonMari™ você setoriza por tipos de objetos, com o intuito de ver tudo que você tem daquele objeto de uma só vez. A regra é a seguinte, ao arrumar as roupas, coloque todas as suas peças de roupa de uma vez para avaliar, caso não lembre da peça, ela instantaneamente está descartada, afinal você não conseguiu nem lembrar que ela existia. Ela inclusive sugere uma ordem lógica que facilita a decisão:

1)      Roupas

2)      Livros

3)      Documentos

4)      Itens em geral

5)      Itens afetivos

Outra coisa que me chamou a atenção é que o ideal é ser feito de uma vez, transformar essa arrumação em um evento único na vida. Eu e o Gu separamos o fim de semana inteiro e fizemos o método do começo ao fim, segurando cada objeto na mão e decidindo se trazia alegria ou não. Depois da decisão, chegou a hora de organizar e encontrar um lugar para cada objeto. A sensação depois que terminamos é que estávamos vivendo em outra casa, com a mudança em todo o ambiente de uma única vez, parece que existe uma mudança na mente e fica muito mais fácil de manter.

Itens diversos

 

Parte das roupas

 

Cozinha e área de serviço

Após nosso dia D nós doamos:

Roupas           329

Cabides          85

Sapatos          22

Bolsas             27

Canetas          17 sem funcionar e 33 funcionando

E outros 5 sacos de lixo grande de coisas incontáveis.

Depois do nosso dia D criamos uma regra, quando algo entra em casa, alguma outra coisa sai. Então todas as vezes que decidimos comprar um item novo, nos desfazemos do velho para que não acumulemos mais coisas desnecessárias.

Doações

Benefícios desse processo

Eu sempre tive dificuldade de organização, e aprendi a não me culpar por não saber organizar as coisas, pois nunca havia aprendido técnicas efetivas. Ela comenta no livro que apenas 0,5% das pessoas no mundo estudaram de maneira formal organização. E acho que isso tende a mudar depois da disseminação do método KonMari™. Existem várias consultoras sendo formadas pela Marie Kondo ao redor do mundo. É uma pena que eu não conhecia essa possibilidade quando fiz meu processo, acredito que teria nos ajudado muito ter o acompanhamento de uma profissional da área.

O método ensina também com organizar os objetos que ficam. O processo de dobrar as roupas e guardá-las de uma forma que você consiga ver todas de uma única vez também está me ajudando bastante a usar tudo o que tenho, e não só a primeira peça da pilha. Veja neste vídeo como ela ensina de forma rápida a dobrar camisetas.

Roupas dobradas da forma que Marie Kondo ensina no seu método

Obviamente nem tudo são flores, e muitas vezes me pego deixando o carro bagunçado, ou uma caixinha com roupas que queria usar mais uma vez antes de lavar e que por isso não guardo no armário, mas somos humanos, e assim que me dou conta que estou perdendo o controle, tento voltar mentalmente em como me sentia quando estava tudo 100% organizado e isso me ajuda a organizar tudo novamente.

Em janeiro de 2019 estreou no Netflix a série Ordem na Casa com Marie Kondo. A série ilustra famílias passando pelo processo de arrumação com a especialista. Mas muito mais do que dicas de como o processo funciona, ele mostra como a mudança impacta na vida das pessoas. Achei o seriado interessante para conhecer diversas realidades de diferentes famílias, porém um pouco vago no quesito plano de ação para realizar em sua própria casa. Portanto minha sugestão é, caso você queira aplicar o método KonMari™ em sua própria casa, vale muito a pena ler o livro A Mágica da Arrumação, ou então contratar uma consultora Marie Kondo para ajudar você em todo o processo.

Antes e Depois do Armário da Gabriela

 

Texto e Imagens por: Gabriela Marson

Siga nossos Pés Descalços

Posts Relacionados

TOP
Wordpress Social Share Plugin powered by Ultimatelysocial