fbpx

MENOS É MAIS! O MINIMALISMO DESCOMPLICOU A NOSSA VIDA

O Minimalismo entrou nas nossas vidas em um momento de auto reflexão, estávamos cansados, sem tempo para amigos e familiares, hobbies, tinha excesso em cada cantinho de nossas vidas. Nosso objetivo era simplificar a vida, aliviar nosso corpo físico e mental. Foi quando descobrimos o real significado da expressão Menos é Mais!

 

No final de 2012, nos mudamos do apartamento pequeno de 2 quartos de 53 metros quadrado (m²) para a casa de 150 m² que tínhamos comprado.

Estávamos realizando um grande sonho, uma casa própria onde poderíamos ter mais espaço para para receber os amigos e família, para ter filhos e para tantas outras coisas. Porém como para a grande maioria de nós, ter mais espaço significa ter mais coisas, fomos aos poucos ‘ocupando’ cada armário e cada cômodo da casa com decoração, coisas que não usávamos, que juntavam pó, e que exigiam de nós tempo para manutenção e reorganização.

Sem perceber, éramos o reflexo da nossa sociedade de consumo, das mídias que nos fala repetidamente, não precisa disso, daquilo, você ainda não experimentou isso… O famosos quanto mais, melhor. Quanto maior, melhor. Quanto mais caro, melhor.

Aos poucos fomos levados a acreditar que a nossa felicidade está no que possuímos.

Sem perceber, muitos de nós entram na onda de ‘comprar a felicidade’, e acabam se afogando em dívidas. Dívidas estas feitas para pagar pela tal ‘felicidade’.

“Há pessoas que acham que a felicidade é a posse de bens materiais. Como isso de fato produz uma felicidade que é muito rasa, porque ela é muito momentânea, muito episódica, muito veloz, a pessoa entra em um processo obsessivo de imaginar que essa consumolatria – a posse contínua de coisas – é que vai deixá-la feliz. E a deixa, isso sim, em um estado de ansiedade muito grande.”

 

(Mario Sergio Cortella, filósofo, professor e escritor.)

Ansiosos por natureza, como a maioria de nós, não tínhamos percebido que aquele ‘mundo de coisas’ que estávamos criando ao nosso redor estava aumentando esse sentimento de ansiedade.

Numa tarde de domingo, ainda cansados e sem energia, procurávamos vídeos no youtube sobre vida simples, simplificação e então o algoritmo nos apresentou o Minimalismo, vimos exatamente essa palestra dos já famosos The Minimalists, Joshua Fields Millburn e Ryan Nicodemus. Confira abaixo:

 

A idéia de possuir apenas o essencial, aquilo que é realmente útil, passou uma sensação de paz e tranquilidade. Mas também de insegurança, porque o processo de entender que você não é as coisas que possui e que elas não definem a sua identidade, pode sim ser difícil e doloroso.

Passamos por um processo de autoconhecimento, de reflexão individual e conjunta, e começamos aos poucos a caminhar para uma vida com menos. Foi uma mudança de estilo de vida.

É muito comum aqui no Brasil as pessoas confundirem simplicidade com miséria, mas onde é que elas se enganam? Ter uma vida simples e com poucas possessões não significa ter uma vida miserável e triste, pelo contrário, significa ter uma vida com subsistência, ou seja, um vida livre de excessos. A busca pela vida simples no mundo de excessos aos poucos vai se tornando um objeto de desejo, isso acontece porque quando alcançamos a tal vida simples, descobrimos o verdadeiro significado palavra riqueza.

“Mas há mais alegria encontrada em possuir menos do que a que pode ser encontrada perseguindo mais.” Joshua Becker , do site Becoming Minimalist

Depois de conhecer outras histórias de pessoas que se tornaram minimalistas, e aprender um pouco mais com cada experiência, fomos instintivamente nos livrando dos excessos. Os nossos armários passaram por uma avaliação geral, e tudo o que não usávamos foi doado, incluindo roupas, sapatos e acessórios.

Os eletrônicos que só serviam de enfeite foram vendidos ou presenteados.

Os itens de decoração de casa em excesso também foram doados. (Nós tínhamos 4 tapetes para 1 sala e mais de 30 capas diferentes de almofadas para 8 almofadas em uso). Na cozinha colocamos em caixas todas as louças e utensílios que não usávamos no dia a dia. As caixas foram para a edícula, e o item guardado só voltava para a cozinha se sentíssemos muita falta dele. Resultado, 90% do que tinha sido colocado nas caixas foi doado.

Mas o hábito mais importante que criamos foi o de refletir antes de agir diante de cada desejo de compra, nos fazendo a pergunta: “Eu quero ou Eu preciso”?

Diariamente somos bombardeados com novos produtos e novas possibilidades de compra, e foi aprendendo a refletir sobre cada desejo, que deixamos nossos armários mais vazios, nosso saldo bancário mais cheio, e nossa vida muito mais leve, aos poucos fomos ficando com mais tempo livre, esse que nos abriu mais possibilidades de autoconhecimento, experiências e convívio. Então isso é o Menos é Mais?

O minimalismo descomplicou nossa vida e poderíamos parar por aqui, mas o tempo livre e a vontade de conhecer novas possibilidades dentro de minimalismo nos apresentou a mais um universo, o das Tiny Houses, um estilo de vida em mini casa de 37 m² desenvolvidas intencionalmente para simplificar a vida, e melhor ainda, livre! Qual o limite desse estilo de vida? O muda além do que foi apresentado acima?

Ficou curioso para saber mais sobre esse estilo de vida minimalista, o famoso “menos é mais”  numa casa sobre rodas? Fizemos um vídeo contando como o Minimalismo nos levou a viver numa mini casa móvel no Brasil.

Quem conhecer um pouco mais da nossa história e como tudo começou? Acesse esse post aqui e assista os nossos vídeos.

 

tiny house sobre rodas brasil

Quem somos

Somos uma família que vive em uma Tiny House sobre rodas projetada e construída por nós, e que compartilha conhecimento e experiência com o objetivo de empoderar pessoas em busca de uma vida livre e minimalista, através do Tiny Living, um estilo de vida prático, funcional, simplificado e sustentável.

tiny house sobre rodas brasil

siga o pés descalços

Posts Relacionados

 

5 MOTIVOS PARA CONSIDERAR O MINIMALISMO HOJE

5 MOTIVOS PARA CONSIDERAR O MINIMALISMO HOJE

O minimalismo vem ganhando visibilidade cada vez maior, o que não é de surpreender, visto que estamos em uma sociedade cada vez mais carente de clareza sobre o que temos e o que realmente precisamos. Mas como ter essa clareza me torna minimalista? E como tê-la? A...

OS 5 ERROS QUE COMETEMOS CONSTRUINDO TINY HOUSES

OS 5 ERROS QUE COMETEMOS CONSTRUINDO TINY HOUSES

Nós acreditamos que é muito importante aprender com os nossos erros; mas nada melhor do que também aprender através dos erros dos outros, não é mesmo? Por isso resolvemos escrever este post, para que você aprenda com os erros que cometemos construindo tiny houses....

4 MANEIRAS DE CONSTRUIR TINY HOUSES NO BRASIL

4 MANEIRAS DE CONSTRUIR TINY HOUSES NO BRASIL

Dentro do Movimento Tiny House encontramos diversas possibilidades de design, um mais lindo que o outro, não é mesmo? A verdade é que esses designs e suas funcionalidades existem por conta das várias maneiras de construir tiny houses pelo mundo.   Mas que...